quinta-feira, 24 de maio de 2007

Chico Mineiro

(1946)
Tonico e Francisco Ribeiro

Cada vez que me "alembro" do amigo Chico Mineiro, das viagens que eu fazia era ele meu companheiro. Sinto uma tristeza, uma vontade de chorar, se "alembrando" daqueles tempos que não há mais de voltar. Apesar de ser patrão, eu tinha no coração o amigo Chico Mineiro, caboclo bom e decidido, na viola delorido e era peão dos boiadeiros. Hoje porém com tristeza recordando das proezas das viagens e motins, viajamos mais de dez anos, vendendo boiada e comprando, por esse rincão sem-fim.
Mas porém, chegou o dia que o Chico apartou-se de mim.

Fizemos a última viagem
Foi lá pro sertão de Goiás.
Foi eu e o Chico Mineiro
também foi um capataz.
Viajemo muitos dia
pra chegar em Ouro Fino
aonde nós passemo a noite
numa festa do Divino.
A festa estava tão boa
mas antes não tivesse ido
o Chico foi baleado
por um homem desconhecido.
Larguei de comprar boiada.
Mataram meu companheiro.
Acabou-se o som da viola,
acabou-se o Chico Mineiro.
Depois daquela tragédia
fiquei mais aborrecido.
Não sabia da nossa amizade
porque nós dois era unido.
Quando vi seus documento
me cortou o coração
de sabê que o Chico Mineiro
era meu legítimo irmão.


Por trás de grandes canções, normalmente, há uma parceria. Mas por trás de uma parceria, sempre há uma grande amizade.
Chico Buarque, que traz no rol de parceiros Tom Jobim, Edu Lobo, Toquinho, Francis Hime, Vinícius de Moraes, Fagner, Ivan Lins, Milton Nascimento, Gilberto Gil e Caetano Veloso garante: são todos seus amigos. Se não fossem não seriam seus parceiros. Não dá para fazer uma canção em conjunto sem ter um certo grau de intimidade e afinidade com o parceiro.
Vinícius de Moraes exigia fidelidade matrimonial de seus parceiros, certamente, com mais afinco do que o fazia em seus matrimônios.
Os parceiros “Carlos”, Roberto e Erasmo, chegavam a compor juntos ou separadamente, sem abrir mão de registrar as canções como sendo de autoria da dupla.
Por falar em dupla, no campo da música sertaneja, a coisa é um pouco diferente. Não existe Alvarenga sem Ranchino, Tião Carreiro sem Pardinho, Milionário sem José Rico, Tinoco sem Tonico, mas, na maioria dos casos, apenas um lado da moeda se encarrega das composições, buscando parceria em outra freguesia.
No caso de Tonico e Tinoco, por exemplo, é Tonico que assina com outros parceiros a maioria das composições da dupla, que é uma das mais longevas da música brasileira. Cantaram 50 anos juntos, de 1944 a 1994, quando Tinoco fez sua última viagem para um sertão mais longínquo que Goiás.
A música que levou a dupla a alçar vôos mais altos foi Chico Mineiro, de Tonico e Francisco Ribeiro. Tonico ouvia, desde criança, seu pai contar a “lenda” do Chico Mineiro. Alguns dizem que o apelido de Chico mudava de acordo com o Estado onde a lenda era contada. Podia ser Chico Mineiro, Goiano, Paulista...
No início da carreira, fizeram uma apresentação na Rádio Tupi e, na saída, o porteiro, que havia ouvido o programa e era, provavelmente, oriundo de algum sertão do Brasil, perguntou a Tonico se ele conhecia a história do Chico Mineiro. Os causos contados pelo pai se reacenderam na memória e, misturados ao som da viola, levaram-no a compor, sozinho, a canção.
Um fato curioso é que, quando foram gravá-la, a gravadora informou aos sertanejos que este seria seu último disco, pois os ouvintes reclamavam que não entendiam a sua pronúncia caipira do interior de São Paulo.
O leitor atento deve agora se perguntar: se Tonico compôs Chico Mineiro sozinho, quem é Francisco Ribeiro, que recebe em parceria os créditos da canção?
Trata-se do porteiro da TV Tupi, que fez com que o compositor se lembrasse da lenda do Chico Mineiro. Como prova de amizade e gratidão, Tonico deu-lhe a parceria.
Afinal, parceiro não precisa nem ser parceiro, mas tem que ser amigo.

Fontes:
Ranato Vivacqua -Música Popular Brasileira - Cantos e Encantos
http://www.widesoft.com.br/users/pcastro2/biograf.htm

15 comentários:

EAD/JOYCE disse...

Ótimo texto.parabéns pela ideia.

Anônimo disse...

Sim, há muitas lendas da musica Chico mineiro, mais a verdade é uma só, existem em muitas letras arranjos e historias apenas para dar mais brilho, ou melhor, ilustração a canção. No caso de letra da Musica sertaneja “Chico Mineiro” muitas lendas foram ditas para que se chegasse à verdadeira origem de Chico mineiro, conforme vou contar a partir de agora, caso algum leitor já tenha ouvido falar ou visto a historia real, não tem problema vai ver de novo: Chico Mineiro era um comprador de gado, boiadeiro e bom violeiro, e às vezes era trapaceiro também, basta ver a origem da história. Nascido na região de patos de Minas - Região norte do Estado de Minas Gerais, lá pelos anos de 1921 e 1922 ela matou 3 pessoas nesta região e fugiu para o sertão de Goiás, na época existia muitos garimpos em um região bem distante e pouco conhecida, hoje município de Niquelândia, estados de Goiás. Próximo ao município de Uruaçu, também em Goiás, havia a região conhecida como ouro fino, isto por ser uma localidade do Brasil que foi muito explorada por garimpos ouro, assim, Chico mineiro juntamente com sua família, sendo esposa e filhos chegaram a essa região, conta se na historia do município e por alguns filhos de ex moradores da época, Chico mineiro acostumava atacar mulheres daquela comunidade, ou seja, ao mesmo tempo que era bom violeiro, também fazia violência com mulheres da região (conta se a história). Havia as festas regionais folclóricas da época e em uma destas festas chegaram na comunidade 2 peões a procura de serviço, ficando por lá alguns dias e logo depois foram embora, aos passar de alguns dias eles voltarem e em uma destas festas eles aproximou-se de Chico mineiro, como era conhecido na região e matam Chico mineiro a tiro. Longos anos se passaram e a história veio a tona, da qual é contada na história do Município de Niquelândia. Se alguém interessar em mais pesquisa a respeito desta história, podem ir até a Cidade de Niquelândia, Norte do Estado de Goiás e fazer sua pesquisa e terá essa mesma história.

Conta se em um livro da historia do município, que Chico Mineiro foi morto provavelmente a mando dos parentes das pessoas as quais ele assassinou no município de Patos de Minas.

No museu da HISTORIA DE NIQUELÂNDIA EXISTEM UM LIVRO QUE CONTA TODAS ESSSAS HISTÓRIA E FOI LÁ QUE PUDE LÉ ESSA HISTÓRIA QUE VIROU MUSICA NA COMPOSIÇÃO DE: TONICO E TINOCO.

Anônimo disse...

Sim, há muitas lendas da musica Chico mineiro, mais a verdade é uma só, existem em muitas letras arranjos e historias apenas para dar mais brilho, ou melhor, ilustração a canção. No caso de letra da Musica sertaneja “Chico Mineiro” muitas lendas foram ditas para que se chegasse à verdadeira origem de Chico mineiro, conforme vou contar a partir de agora, caso algum leitor já tenha ouvido falar ou visto a historia real, não tem problema vai ver de novo: Chico Mineiro era um comprador de gado, boiadeiro e bom violeiro, e às vezes era trapaceiro também, basta ver a origem da história. Nascido na região de patos de Minas - Região norte do Estado de Minas Gerais, lá pelos anos de 1921 e 1922 ela matou 3 pessoas nesta região e fugiu para o sertão de Goiás, na época existia muitos garimpos em um região bem distante e pouco conhecida, hoje município de Niquelândia, estados de Goiás. Próximo ao município de Uruaçu, também em Goiás, havia a região conhecida como ouro fino, isto por ser uma localidade do Brasil que foi muito explorada por garimpos ouro, assim, Chico mineiro juntamente com sua família, sendo esposa e filhos chegaram a essa região, conta se na historia do município e por alguns filhos de ex moradores da época, Chico mineiro acostumava atacar mulheres daquela comunidade, ou seja, ao mesmo tempo que era bom violeiro, também fazia violência com mulheres da região (conta se a história). Havia as festas regionais folclóricas da época e em uma destas festas chegaram na comunidade 2 peões a procura de serviço, ficando por lá alguns dias e logo depois foram embora, aos passar de alguns dias eles voltarem e em uma destas festas eles aproximou-se de Chico mineiro, como era conhecido na região e matam Chico mineiro a tiro. Longos anos se passaram e a história veio a tona, da qual é contada na história do Município de Niquelândia. Se alguém interessar em mais pesquisa a respeito desta história, podem ir até a Cidade de Niquelândia, Norte do Estado de Goiás e fazer sua pesquisa e terá essa mesma história.

Conta se em um livro da historia do município, que Chico Mineiro foi morto provavelmente a mando dos parentes das pessoas as quais ele assassinou no município de Patos de Minas.

No museu da HISTORIA DE NIQUELÂNDIA EXISTEM UM LIVRO QUE CONTA TODAS ESSSAS HISTÓRIA E FOI LÁ QUE PUDE LÉ ESSA HISTÓRIA QUE VIROU MUSICA NA COMPOSIÇÃO DE: TONICO E TINOCO.

Anônimo disse...

Então a Ouro Fino da letra fica em Goias e nada tem a ver com a de Minas Gerais...

Será que a Ouro fino de "menino da porteira" é essa tb? ou é a de minas gerais mesmo?

Luís Pini Nader disse...

Me parece claro na letra que só o Chico é mineiro. A viagem foi lá no sertão de Goiás. Trata-se da Ouro Fino goiana, portanto.

Anônimo disse...

Na letra de Chico mineiro está claro que é em Goias.

Mas e em "menino da Porteira"? Qual Ouro fino seria?

Luís Pini Nader disse...

Tudo leva a crer que o "Menino da Porteira" seja mineiro de Ouro Fino. Pelo menos, na cidade mineira tem até monumento em homenagem a ele. Veja a história em http://www.eourofino.org.br/index.php?title=Menino_da_Porteira.

Anônimo disse...

Realmente tem lá essa estátua, mas eu tenho comigo minhas dúvidas.
Se reparar na letra, o tal viajante cita o fato de tocar um berrante. Notório que berrantes não fazem parte da cultura mineira, além de serem utilizados para tanger e guiar o gado em comitivas, também que nada faz parte da cultura mineira.
Gado levado de um lugar a outro geralmente é gado de corte, que também não é o forte de minas gerais.
Eu tenho minhas dúvidas

Anônimo disse...

parabens pelo blog...
Na musica country VIRGINIA DE MAURO a LULLY de BETO CARRERO vem fazendo o maior sucesso com seu CD MUNDO ENCANTADO em homenagem ao Parque Temático em PENHA/SC. Asssistam no YOUTUBE sessão TRAPINHASTUBE, musicas como: CAVALEIRO DA VITÓRIA, MEU PADRINHO BETO CARRERO, ENTRE OUTRAS...
é o sonho eterno de BETO CARRERO e a mão de DEUS.

Anônimo disse...

Cara...primeiramente parabens pelo blog e parabens pelo anonimo q fez o coment sobre chico mineiro. sempre ouvi a a musica chico mineiro mas nunca me interesei em saber sobre a historia até entao pra mim era tdo inventaçao pra se faser uma boa musica e faser suscesso. mas outro dia por uma mera coincidencia eu tava passando na frente de uma tv ligada e tava passando um programa de goiania q um ex cantor sertanejo faz (VELOSO) e tava falando algo sobre esse chico mineiro tavam mostrando o lugar por onde esse tal chico mineiro passou baleado, o lugar onde ele morreu, onde foi enterrado e vi q a historia era verdadeira e resolvi pesquisar pra conhever a historia. me decepcionei, nao acha nada q fala sobre ele na web depois de muito pesquisar achei esse blog q conta parte da historia e me surpriendi mais ainda quando se dizem q esse chico nao era flor q se cheirava...heheheh até entao a imagem q tinha di chico desde menino era de um cara onesto gente boa. achei dois unicos sites q falam sobre essa historia, aki e um site q faz propaganda de um filme..a vingança de chico mineiro, mas conta tdo ao contrario daki. la diz q ouro fino é em minas gerais e diz q o chico foi morto a mando do pai da menina q era a namorada de chico e pelo fato de q o pai da moça descobre q a moça havia se entregado a ele manda matar chico mineiro. fiquei bastante interesado em saber realmente a verdaeira historia de chico mineiro se alguem ler esse post e conhecer a fundo essa historia com detalhes faça um relatorio conte essa historia post nos blogs divulgue. se alguem interessar em saber sobre o filme q eu falei da uma olhadinha nesse link.
http://www.adorocinemabrasileiro.com.br/filmes/vinganca-de-chico-mineiro/vinganca-de-chico-mineiro.asp

Vlw??

Anônimo disse...

Na verdade Ouro Fino se localiza no estado de Goias, onde hoje só existem ruínas e faz parte do município da cidade de Goiás Velho mas e mais próximo do município de Itaberai e o povoado de Calcilandia (Caieira) .

Josaias disse...

Anônimo,
Naquele tempo toca-se gado em Minas Gerais também, não existia bacias leiteiras, só gado de corte.

donizetti zilli disse...

claro que "chico mineiro" é um classico (ponto. Mas estes dias, à ouvi pela milionesima vez e percebi um lancer.. Começa assim: "Fizemo uma urtima viaje, foi la pro sertão de goias, fui eu e o chico mineiro e também foi o capataz...". Ocorre que o "capataz" aparece somente neste momento e nao mais na musica, e isso é estranho, acho que o autor nao achou outra rima melhor para goias..

donizetti zilli

neuzi braganca disse...

Que estória é essa de uruaçú e niquelandia? por lá eu sei que existiu a cidade (hoje extinta) de Amaro Leite. a Ouro Fino a que se refere a musica fica no município de cidade de Goiás ou Goiás velho que na época se chamava Vila boa. ouro fino fica ao pé da serra dourada próximo ao distrito de calcilandia. busquem no google Earth, tem ate fotos das ruínas da antiga igreja e o túmulo do Chico mineiro também está lá? Neuzi Bragança - Goiânia -Goiás

Anônimo disse...

Concordo com a teoria de que a "história" de chico mineiro tenha sido na região de niquelandia porque o único até hoje sertão de goiás está naquela localidade, mesmo porque ali existe um riacho chamado OURO FINO pois onde também se fala na musica.A +- 35 km de Uruaçu sentido ao rio maranhão que desagua no lago serra da mesa... Entretanto também estou a procura destes "fatos" a saber se são mitos ou verdade. Pois nesta procura conheci a "tapera",local de assassinato, e o que diz a lenda o "tumulo" de sepultamento dentro do serrado daquele local.. Tenho imagens recentes!